Líquido sinovial, rotina

25 mar 2012 Exames, L

Equivale às seguintes análises:

Citometria e citologia: o líquido sinovial normal contém de 0-150 leucócitos/mL, com menos de 25% de neutrófilos. Contagens com menos de 3.000 leucócitos sugerem processo articular não inflamatório. Valores entre 3.000 e 75.000 leucócitos, com neutrófilos acima de 50%, sugerem artrite inflamatória ou induzida por cristais. Valores entre 50.000 e 200.000, com neutrófilos acima de 90%, são encontrados nas artrites sépticas. Leucócitos abaixo de 30% sugerem quadro não inflamatório.

Caracteres físicos cor/aspecto/pH/densidade): torna-se purulento na artrite séptica e turvo em processos inflamatórios.

Ácido úrico: valores até 8 mg/dl são considerados normais, estando aumentados na artrite gotosa. Pesquisa de cristais com luz polarizada: a pesquisa de cristais no líquido sinovial pode ser útil na determinação da etiologia do quadro articular. Os microcristais podem ser encontrados no interior das células ou livres no líquido articular. Os cristais de monourato de sódio são encontrados na artrite gotosa, possuem forma de agulha e apresentam birrefrigência negativa. Cristais de pirofosfato de cálcio são encontrados principalmente dentro de leucócitos e macrófagos na pseudogota, possuem forma rombóide e birrefringência positiva.

Glicose: normalmente, as concentrações no líquido sinovial são similares às do soro. Nos derrames articulares inflamatórios e infecciosos níveis de glicose inferiores a 50% dos valores plasmáticos são encontrados. Sua determinação deve ser feita em paralelo com a dosagem sérica.

Proteínas: elevação ocorre nos processos inflamatórios articulares.

Bacterioscopia (Gram): útil na avaliação presença de infecção bacteriana.

Volume mínimo

Citometria e citologia: 0,5 mL.

Bacterioscopia: 0,5mL.

Cor, aspecto, pH, densidade, glicose, proteínas, cristais, ácido úrico: 0,5mL.

Deixe um comentário

Search

+