Paul-Bunnell-Davidsohn, reação

29 mar 2012 Exames, P

Comentários

Teste útil no diagnóstico da mononucleose infecciosa (MI), na qual ocorrem anticorpos heterófilos da classe IgM. Estes anticorpos podem ser determinados pelo monoteste ou por meio da reação de Paul-Bunnell-Davidsohn. Na presença da aglutinação de hemácias de carneiro (Paul-Bunnell) em títulos iguais ou maiores a 1:56 é efetuado a reação de Davidsohn, por meio da absorção do soro com hemácias de boi e rim de cobaia. Na MI há redução de 90% dos títulos após absorção por hemácias de boi. Cerca de 10% a 20% dos casos de MI podem não apresentar anticorpos heterófilos. Este fato é mais comum em crianças. Deve-se lembrar que a maioria dos pacientes imunodeprimidos não produz anticorpos heterófilos. Nos pacientes com suspeita de EBV, quadro hematológico sugestivo e monoteste positivo não há necessidade de determinação de anticorpos para antígenos específicos. Caso a pesquisa de anticorpos heterófilos seja negativa e ainda exista suspeita de MI, anticorpos contra antígenos específicos (anti-VCA) devem ser solicitados.

Veja também Epstein-Barr anti-VCA, Mononucleose e PCR para Epstein-Barr.

Método

Aglutinação e absorção

Condição

0,7mL de soro.

Jejum Obrigatório 8h.

Deixe um comentário

Search

+